Textos


Feliz Aniversário, meu querido filho Gabriel Mota Felinto! Que esse amor intenso que palpita em teu coração seja eterno... Aceita os singelos versos da Mamãe.
Canção para Gabriel
 
Não duvides, meu filho, da Eternidade,
nem que a luz do Sol faça luz no teu olhar,
nem que a Lua um dia seja prata em teus cabelos.
 
Apressa-te, por pressa, em acordar o horizonte,
que abriga os teus desejos nas filigranas do futuro,
sob o escopo de desvendar-lhe um destino venturoso.
 
Não demores pelas sendas da esperança sem fim,
pois o poder sacrossanto da mente incansável se cansa
e se esvai pelas lágrimas empedradas do Infinito.
 
Namora esse anjo que escorregou das nuvens
em tarde de sonho e amor imarcescíveis,
a esposa que é paz em sorriso mulher, de menina.
 
Desfruta o paraíso forte e benfeitor da paternidade,
o cantarolar dos pássaros e o nácar precioso
que tamborila na beleza em flor da tua pequenina.
 
Enfim, meu filho, ouça agora, o que dizer preciso,
porque se a morte chega o meu dizer se apaga
e não saberás mais uma vez do meu amor eterno.
 
Carinho, amor e respeito da sua Mamãe Sílvia Mota
Rio de Janeiro, 3 de novembro de 2020 – 23h52
Sílvia Mota a Poeta e Escritora do Amor e da Paz
Enviado por Sílvia Mota a Poeta e Escritora do Amor e da Paz em 04/11/2020
Alterado em 04/11/2020
Copyright © 2020. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.


Comentários


Imagem de cabeçalho: jenniferphoon/flickr