Textos


Acróstico 23 - Bom Dia!
 
Bom Dia! Digo-te, Bom Dia!
Ofereço-te em Paz
Meu coração, em pálpebras brilhantes.

De sons intemporais - escuta!
Infere-se o dever de obrar
Amor, Fé e Esperança – criar profundidade!

Rio de Janeiro, 23 de novembro de 2011 – 5h29
Sílvia Mota a Poeta e Escritora do Amor e da Paz
Enviado por Sílvia Mota a Poeta e Escritora do Amor e da Paz em 23/11/2011
Alterado em 26/09/2020
Copyright © 2011. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.


Comentários


Imagem de cabeçalho: jenniferphoon/flickr