Textos

Hélio Carvalho [Homem Mouro Homem]

H_omem mouro homem,
É_de sermos nós... um som apenas.
L_edo figmento do pensar,
I_nsolente quimera que desmancha e reconstrói
O_desejo e o ensejo de amar.

C_orpo nu de homem nu,
A_h! Loucura!
R_oçar audível de corpos,
V_aga vazia.
A_o som da sua voz entrevejo delícias perdidas...
L_apsos de consciência... serei homem ou mulher... eu ou você?..
H_á de sermos nós nesse momento,
O_nde meu sonho extravasa na loucura.


*Desafio poético

Cabo Frio, julho de 2007

Sílvia Mota a Poeta e Escritora do Amor e da Paz
Enviado por Sílvia Mota a Poeta e Escritora do Amor e da Paz em 24/04/2010
Alterado em 26/09/2020
Copyright © 2010. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.


Comentários


Imagem de cabeçalho: jenniferphoon/flickr