Textos


A despetalar meu sonho...


Em pétala por pétala rasgo a esperança
do soberbo desígnio de ansiar-te na lua
e num vai e vem minh’alma louca dança...

Se não posso ser nada além do que ser tua
ao furor delinquente de um sonho qualquer,
neste instante busco-te em minh’alma mulher...

Bem-me-quer... mal-me-quer...

Bem-me-quer... mal-me-quer...


Cabo Frio, 7 de julho de 2009 – 2h04.
Sílvia Mota a Poeta e Escritora do Amor e da Paz
Enviado por Sílvia Mota a Poeta e Escritora do Amor e da Paz em 07/07/2010
Alterado em 08/07/2010
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.


Comentários


Imagem de cabeçalho: jenniferphoon/flickr